«Com certeza absoluta que haverá mexidas cirúrgicas no plantel, perante uma realidade que felizmente é diferente da deste ano, em que não fomos às competições europeias, um dado que foi muito mau para nós, pela segunda vez na história, e não queremos repetir. Haverá de forma cirúrgica uma melhoria, tendo em conta as responsabilidades acrescidas da próxima época», disse aos jornalistas portugueses em Bruxelas, no final de um almoço no Parlamento Europeu, a convite da eurodeputada social-democrata Maria do Céu Patrão Neves.

Questionado sobre uma eventual venda de William Carvalho, Bruno de Carvalho garantiu que não está a contar com isso, embora tenha sublinhado que «há cláusulas de rescisão que todos sabemos» (no caso do médio, é de 45 milhões de euros).

«A partir daí, as direções não têm nada a dizer sobre uma situação em que apareça alguém a cobrir a cláusula, mas não contamos com saída nenhuma. Nós não necessitamos, não contamos, não faz parte dos nossos planos a saída de atletas com quem sabemos e queremos que sejam uma mais-valia para a próxima época», insistiu.

Sobre o contrato de Leonardo Jardim e a eventual renovação, o presidente dos leões afirmou que não há«pressa absolutamente nenhuma» e que «a primeira coisa é saber em que lugar» a equipa vai ficar na Liga, reforçando de antemão que «há muito tempo que disse que o Benfica iria ser campeão».

«É essa a nossa meta: acabarmos a época e a partir daí pensarmos em conjunto, porque aqui há sempre a vontade de todos e, perante a vontade de todos, e de um projeto de que não abdicamos, logo veremos, não temos pressa em ver esse assunto», frisou.

Bruno de Carvalho comentou também a recente saída do médio brasileiro Elias, com uma frase polémica - «Os presidentes passam e o Sporting continua».

«É uma realidade factual da vida. Na vida as pessoas nascem, depois vão crescendo até ao dia em que morrem, felizmente os clubes vão ficando», respondeu.

O presidente do Sporting lamentou ainda a morte de um adepto do Benfica, na segunda-feira, no Estádio da Luz. «Independentemente de tudo, das rivalidades, é com muita tristeza que vemos adeptos que vão partindo. Faleceu um adepto do Benfica no jogo, facto que lamentamos e enviamos os nossos pesares à família, acima de tudo somos uma comunidade, somos cidadãos, devemos respeito a todos os que amam o futebol».

Esta tarde, Bruno de Carvalho têm ainda previsto um encontro com o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, e com a comissária europeia da Educação, Cultura, Multilinguismo, Juventude e Desporto, Androulla Vassiliou.