FIGURA: MURIEL

Olha quem, outra vez. Herói no último jogo do Belenenses no Jamor, quando a equipa da casa venceu o Benfica, o guardião brasileiro voltou a destacar-se agora diante do Boavista. Mateus quis ser figura, Rochinha e Rafael Lopes também tentaram, mas Muriel levou-lhes a melhor. Três boas defesas a fazer prevalecer o 0-0 e a garantir mais um ponto ao Belenenses.

MOMENTO: MINUTO 90+3, HELTON LEITE A MANTER O 0-0

Depois de ter estado mais perto do golo na primeira parte, o Belenenses só teve uma boa oportunidade para marcar na segunda metade e foi já ao cair do pano. Ao minuto 90+3 Dramé teve o golo no pé direito, mas Helton Leite não o deixou marcar, mostrando que também estava em campo e mantendo o 0-0.

FICHA DE JOGO E AO MINUTO

OUTROS DESTAQUES:

Reinildo e Diogo Viana: muito bem os dois laterais do Belenenses, quer no plano defensivo quer ofensivamente. Diogo Viana na direita, a destacar-se sobretudo na primeira metade, Reinildo na esquerda a desarmar o Boavista, a recuperar bolas e ainda a entregar para o ataque.

Rochinha: o jogador mais desequilibrador do lado do Boavista, a criar boas combinações e também a surgir em zona de finalização. Na primeira metade teve a melhor ocasião da equipa boavisteira, mas viu a bola ir à malha lateral, na segunda parte viu Muriel negar-lhe o golo.

Mateus: entrou no início da segunda metade para o lugar de André Claro, entrou bem e mexeu muito com o jogo. Teve três oportunidades de golo, duas delas seguidas: valeu ao Belenenses um desvio de Sasso e depois uma defesa de Muriel. Ainda ganhou um livre perigoso nos últimos minutos do jogo.