Um passageiro que seguia também viagem desde Bissau sentiu-se mal, foi assistido ainda durante voo, mas não melhorou e o comandante foi então obrigado a parar na ilha espanhola para que a pessoa pudesse receber assistência.

Pouco antes das 21 horas, a comitiva do Benfica esperava ainda, dentro do avião, que a viagem de regresso se retomasse.