Figura: Paulinho 

 

O extremo brasileiro exibiu excelentes dotes quer a construir como finalizar. Assinou grandes passes para ocasião e esteve muito perto de marcar e sentenciar a partida, no segundo tempo, acertando no poste após arrancada que o deixou sozinho com o guardião do Nacional. 

 

Momento, 27 minutos: Ewerton não falha 

 

Manafá atravessou a zona frontal da grande área do Nacional, sem oposição, e libertou na hora certa para isolar Ewerton, que finalizou com classe, só com Daniel Guimarães frente.  

 

Outros destaques: 

 

Manafá   Exibição segura e consistente durante toda a partida. Bem a defender e a criar desequilíbrios quando subia para apoiar o ataque, foi fundamental na construção do golo que veio a dar a vitória ao conjunto algarvio.

 

Palocevic – Faltou apoio ao médio sérvio para poder assentar melhor o seu jogo, que prima construção de qualidade.  

 

Daniel Guimarães – Regressou à baliza do Nacional após lesão e não acusou a paragem de quase um mês sem competir. Sem culpas no golo sofrido, e facilitado pelos seus colegas da defesa.