Esta foi a forma encontrada pelas partes envolvidas para contornar o atraso na compra do clube espanhol pelo grupo Meriton, que comprou o passe do médio português ao Benfica.

«Chegámos a um acordo de empréstimo com o Benfica. Quando a Meriton comprar o Valencia torna-se uma aquisição definitiva», explicou Amadeo Salvo, presidente do emblema «che», que curiosamente até se equivocou inicialmente, e disse que era uma cedência do FC Porto.

Feita a correção, o líder do Valencia disse que o negócio «é uma prova do compromisso da Meriton». Depois André Gomes assinará um contrato válido por cinco épocas.