Reforços mesmo ou nem por isso? Concluída a 10.ª jornada, o Maisfutebol fez um levantamento sobre rendimento dos jogadores contratados no último defeso pelas 18 equipas que disputam a Liga e concluiu que até ao momento Diogo Jota é o mais influente, com uma média de 3,8 pontos por jogo (notas entre 1 a 5).

Avançado emprestado pelo Atlético de Madrid ao FC Porto lidera a lista de melhores reforços seguido dos companheiros de equipa Óliver (3,5) e Otávio (3,3) e bem à frente dos melhores reforços dos rivais: Bas Dost (3,2), no Sporting, e André Horta (2,9) no Benfica.

Fora dos grandes, destaque para o V. Guimarães, com o avançado Tiquinho e o médio Rafael Miranda, com 3,4 e 3,3 pontos por jogo respetivamente, em posição de relevo na tabela das aquisições com melhor rendimento. O guarda-redes Ricardo Nunes, cedido ao Desp. Chaves pelo FC Porto, também apresenta bons números: 3,4.

As notas atribuídas em cada jogo pelos jornalistas do Maisfutebol são o critério para a elaboração deste ranking, em que são considerados jogadores que tenham participado no mínimo em três jornadas, para o qual contribui todo o desempenho em campo, considerando golos, assistências, minutos jogados e nível exibicional.

REFORÇOS COM O MELHOR RENDIMENTO NA LIGA (por clube)

BENFICA: André Horta 2,9 // Franco Cervi 2,5 // Carrillo 2,5

A onda de lesões condicionou as opções de Rui Vitória, mas ainda assim os reforços não têm tido muito espaço no onze encarnado. Considerando a média de pontuações, o melhor na Luz até ao momento é André Horta (2,9), que entrou e teve um papel decisivo no empate arrancado a ferros no clássico do Dragão no último domingo. Cervi e Carrillo, ambos com 2,5, completam o trio. Mas, atenção, entre as caras novas que praticamente ainda não tiveram oportunidades de se mostrar nesta temporada no Benfica está Rafa Silva, que ainda recupera de lesão. O extremo internacional que no último mercado de transferências bateu o recorde de transferência mais cara entre clubes portugueses fez apenas um jogo na Liga pelas águias: jogou 62 minutos na vitória por 1-2 em Arouca e teve nota 4 (superior a Horta, claro, mas não cumpre o critério de participar no mínimo em três jornadas).


FC PORTO: Diogo Jota 3,8 // Óliver Torres 3,5 // Otávio 3,3

Nuno Espírito Santo apostou nele como titular só à 7.ª jornada, mas Diogo Jota agarrou logo o lugar com um hat-trick diante do Nacional e respetiva nota máxima. No clássico frente ao Benfica também marcou e apenas com 19 anos revela-se neste arranque como o melhor reforço de todos os clubes da Liga, com uma pontuação média de 3,8. Destaque merecem outros jovens que regressaram esta época ao Dragão: Óliver (3,5), que é o segundo melhor da Liga, e Otávio (3,3). Atrás deles, apesar de para já ficarem de fora do trio de melhores aquisições portistas nesta temporada, mas ainda assim com uma classificação interessante estão os brasileiros Felipe (2,9) e Alex Telles (2,8), presenças habituais no quarteto defensivo portista.

SPORTING: Bas Dost 3,2 // Joel Campbell 2,6 // Markovic 2,6

Seis golos em sete jogos e uma média de 3,2 pontos por jogo fazem do goleador holandês Bas Dost o mais determinante dos reforços leoninos. Mais intermitentes em termos de rendimento são o costa-riquenho Joel Campbell e o sérvio Markovic, ambos com 2,6, que ainda não agarraram em definitivo a titularidade na equipa de Jorge Jesus. Mas há também que esteja longe de cumprir com as expetativas: por exemplo, Alan Ruiz, Castaignos, André, Elias, Douglas, Petrovic ou Meli.



V. GUIMARÃES: Tiquinho Soares 3,4 // Rafael Miranda 3,3 // Marega 3,1

Apesar dos dez golos em dez jornadas que o colocam no topo da lista de goleadores, Moussa Marega fica atrás de dois companheiros de equipa brasileiros: Tiquinho Soares, quinto melhor marcador da Liga (cinco golos), com média pontual de 3,4 e do médio Rafael Miranda, com 3,3. O avançado maliano é prejudicado pela nota 1 em virtude da expulsão na última jornada diante do Nacional.

SP. BRAGA: Ricardo Horta 3 // Rosic 2,8 // Bakic 2,2

Ricardo Horta (3) é o reforço com melhor média na equipa de José Peseiro, quase a par de Lazar Rosic (2,8). Depois do avançado português cedido pelo Málaga e do defesa-central sérvio contratado ao Vojvodina surge o médio-centro Bakic. Falta no entanto alguma influência de outros reforços na equipa arsenalista.

DESP. CHAVES: Ricardo Nunes 3,4 // Battaglia 3,3 // Paulinho e Rafael Assis 3

Recém-promovida à Liga, a equipa flaviense reforçou-se bastante para esta edição de 2016/17 e está a surpreender no arranque. O peso dos reforços é enorme e começa logo na baliza: Ricardo Nunes, guarda-redes cedido pelo FC Porto, é o terceiro jogador com melhor média pontual em toda a Liga (a par do duo vitoriano) e tem quase lado a lado o companheiro de equipa no meio-campo Battaglia. Grande época em perspetiva para a equipa transmontana comandada por Jorge Simão.


V. SETÚBAL: Vasco Fernandes 2,9 // André Geraldes 2,8 // João Amaral 2,7

Os melhores reforços para José Couceiro estão na defesa. Pelo menos neste arranque de época, Vasco Fernandes, resgatado aos romenos do Pandurii, e Geraldes, cedido pelo Sporting, estão em destaque. Tal como está, com alguma surpresa, o extremo João Amaral, contratado ao Pedras Rubras.


BOAVISTA: Fábio Espinho 3,3 // Carraça 2,8 // Talocha 2,5

A equipa axadrezada já trocou Sánchez por Miguel Leal no comando técnico, mas há contratações que se integraram bem na equipa e têm mantido um rendimento regular. O melhor exemplo disso é o do estratega Fábio Espinho, um dos jogadores com melhor média de pontos por jogo em toda a Liga. Outros portugueses também tem assumido um papel importante na equipa do Bessa, como são os casos do médio Carraça e do lateral Talocha. Iuri Medeiros, cedido pelo Sporting, talvez o nome mais sonante nome do mercado no Bessa, não surge de forma algo surpreendente entre os mais influentes.

MARÍTIMO: Gottardi 3,2 // Erden San 3 // Raúl Silva 2,9

O rendimento dos madeirenses subiu com a chicotada psicológica. Daniel Ramos chegou para o lugar de PC Gusmão e mesmo sem jogadores da sua escolha melhorou a condição dos maritimistas. O médio turco Erden San e o defesa Raúl Silva ganharam espaço na equipa. Gottardi mostra-se um titular indiscutível na baliza e com bom desempenho.

BELENENSES: João Palhinha 3,2 // Gerso 3,2 // Domingos Duarte 2,7

João Palhinha e Domingos Duarte, dois jogadores cedidos pelo Sporting, tem mostrado o seu valor na equipa do Restelo. Palhinha, médio que na época passada esteve ao serviço do Moreirense, é juntamente com Gerso, ex-Estoril, são dos jogadores com melhor média na equipa e uma das melhores na Liga.

RIO AVE: Rafa Soares 3 // Rúben Ribeiro 2,9 // Gil Dias 2,5

O lateral-esquerdo Rafa, que o FC Porto emprestou aos vila-condenses, agarrou a titularidade na equipa de Nuno Capucho (agora de saída) na sua primeira época no primeiro escalão. Rúben Ribeiro, que já na segunda metade época anterior havia estado em destaque ao serviço do Boavista, e Gil Dias, que brilhou com golo, assistência e nota máxima na vitória frente ao Sporting, estão também entre os reforços que fazem jus ao nome.

ESTORIL: Moreira 2,9 // Matheus Índio 2,9 // Joel 2,7

No seu regresso ao futebol português, o guarda-redes Moreira tem provado ser muito útil aos estorilistas e é um dos dois totalistas (a par de Diogo Amado) na equipa de Fabiano Soares. Médias de pontos por jogo igual tem também Matheus Índio, um reforço que só depois das primeiras jornadas começou a mostrar o seu valor: bisou na jornada 5 frente ao Moreirense e marcou também na jornada 7, diante do Rio Ave.  

FEIRENSE: Vítor Bruno 3 // Karamanos 2,8 // Luís Aurélio 2,8

Com mais de dezena e meia de reforços, a equipa de José Mota, que subiu de divisão tem em Luís Aurélio e Vítor Bruno, segundo e terceiro jogadores mais utilizados, com participação em todos os jogos, dois dos reforços mais importantes na equipa. Lá na frente, o grego Karamanos tem mostrado dotes de goleador e já apontou metade dos tentos da equipa de Santa Maria da Feira (quatro em oito).

PAÇOS FERREIRA: Pedrinho 3,1 // Welthon 2,9 // Ivo Rodrigues 2,8

Pedrinho é uma das grandes sensações da Liga. O jovem médio português contratado ao Freamunde é o único totalista da equipa pacense e o melhor marcador a par de Ricardo Valente e Welthon, outros dois reforços, cada um com três golos apontados. Ivo Rodrigues, extremo cedido pelo FC Porto, tal como na época passada em que jogou no Arouca, é outra das caras novas a brilhar nos «castores» de Carlos Pinto.

NACIONAL: Tobias Figueiredo 3 // Tiago Rodrigues 2,9 // Victor Garcia 2,7

À falta de reforços de peso, Manuel Machado recorreu a emprestados e ganhou a aposta com Tobias Figueiredo, central emprestado pelo Sporting, e Victor Garcia lateral venezuelano emprestado pelo FC Porto, que estão entre os jogadores com melhor desempenho na equipa da Choupana. Outro jogador influente é o médio Tiago Rodrigues, que na época passada atuou no rival Marítimo. Apesar do hat-trick e da respetiva nota máxima na vitória por 0-3 diante do Feirense o ponta-de-lança Okacha Hamzaoui tem uma média por jogo de 2,6 pontos, abaixo do trio em destaque.

MOREIRENSE: Francisco Geraldes 3,2 // Cauê 3,1 // Makaridze 3

Não obstante estar em zona delicada da tabela e algumas exibições menos conseguidas, a equipa de Pepa tem entre os jogadores mais determinantes nesta época três reforços. Os três melhores têm uma média igual ou superior a três pontos por jogo. Entre estes destaque para Francisco Geraldes, médio cedido pelo Sporting que até já teve uma nota 5 da nossa redação – logo na 2.ª jornada na vitória por 0-3 frente ao Feirense.

AROUCA: Vítor Costa 2,7 // Kuca 2,5 // André Santos 2,4

O facto de ter iniciado a época com as competições europeias e já ter defrontado os três grandes nas primeiras 10 jornadas da Liga ajudam a explicar em parte o arranque abaixo das expetativas da equipa de Lito Vidigal. Entre os reforços, não há propriamente um destaque evidente, além do jovem lateral-esquerdo de 22 anos Vítor Costa, vindo do Inter de Lages, do Brasil.

TONDELA: Fernando Ferreira 3 // Rafael Amorim 2,7 // Mamadu Candé 2,5

Tal como na época anterior, os beirões estão a arrancar mal e estão no último lugar da tabela. Ainda assim, Petit conta com alguns novos jogadores que dão indícios de ainda poderem vir a crescer. Neste arranque, Candé, que já marcou por uma vez, é dos que mais tem dado nas vistas, tal como Rafael Amorim. No entanto, o reforço com melhor média de pontos nos tondelenses é o médio ex-Marítimo Fernando Ferreira, que foi utilizado nas dez jornadas.