António Salvador apresentou a sua recandidatura à presidência do Sp. Braga e no final, aos jornalistas, «segurou» Jorge Simão.

«Tem contrato por mais um ano e esperemos que seja cumprido», explicou o atual presidente que assumiu que «esta tem sido uma época difícil e dura».

Quanto à candidatura, Salvador assentou-a em três pilares, ambição, mobilização e inovação, e reiterou «a ambição de ser, ainda neste centenário, campeão nacional.» O Sp. Braga cumpre o seu centenário em 2021.

«Quero o nosso Braga campeão nacional, quero voltar a conquistar a Taça de Portugal e quero manter o Braga como terceira equipa portuguesa no ranking das competições europeias», reforçou.

Salvador quer que a sua equipa principal não falhe competições europeias: «Encurtar distâncias para o topo e entrar na discussão dos lugares cimeiros e conquistar taças nacionais.»

A consolidação da equipa B como rampa de lançamento para os melhores jogadores, ter um mínimo de 50 jogadores da formação a atingir as equipas profissionais e ser o clube dominador a nível nacional no futebol feminino são outros dos objetivos de um programa com mais de 50 medidas.

Nestas eleições, Salvador tem a concorrência de António Peixoto, antigo jogador de futsal do clube e prometeu uma campanha «sem insultos ou ofensas pessoais».