Após a derrota do Benfica com o FC Porto, em casa, Bruno Lage foi questionado na conferência de imprensa sobre a insistência em Nuno Tavares e sobre o tempo que demorou a mudar a equipa.

«Acha que foi pelo miúdo que perdemos? Não foi. Ele fez um jogo muito bom com o Sporting e nos jogos seguintes. E hoje não foi por ele que perdemos, por isso não o ia deixar cair. Comigo aqui, ninguém cai. Primeiro cai o treinador, eles não caem.»

[demorou muito tempo a arriscar?]

«Arriscar mais cedo, como? Ia tirar o Samaris à meia-hora? Um jogador que me ganhou um campeonato na época passada? São homens os que estão ali. É muito difícil fazer a avaliação do Samaris num jogo, quando ele nos deu tanto em oito meses. Ele fez um jogo muito semelhante ao que fez na época passada aqui com o Tondela. Na altura fui muito criticado por o ter tirado ao intervalo, hoje sou criticado por não o ter tirado aos 25 minutos? Isso não faz sentido.»

«Acabámos o jogo com um médio, três na frente. Às vezes arriscamos demais. Acabámos o jogo com sete homens à frente da linha da bola e apenas três no equilíbrio.»