O técnico português esteve na FMH a apresentar o curso, de resto, no final de junho de 2015. Depois disso arrancou um período de inscrições e consequente fase de avaliação, que deu origem a uma lista de duas dezenas de alunos. De treinadores da formação a técnicos de equipas seniores, passando por analistas e licenciados em futebol.

 

Com procura internacional, a pós-graduação não tem apenas alunos portugueses, mas também ingleses, búlgaros, finlandeses, gales, austríacos e até um sul-africano.

 

A formação arrancou nesta sexta-feira, mas ainda em jeito de "aquecimento", digamos assim, com uma video-conferência conduzida por António Veloso, docente da FMH.

 

O curso terá oito módulos, e os primeiros dois vão ser lecionados entre 22 e 29 de março. Aí já com aulas presenciais, na faculdade. O último módulo está previsto para a semana de 8 a 12 de novebro, de acordo com a página da pós-graduação.

 

José Mourinho será um dos preletores do 3º módulo (Liderança & Comunicação), agendado para 31 de maio a 7 de junho, mas os dois melhores alunos terão ainda direito a trabalhar alguns dias com o técnico na próxima etapa da sua carreira.

 

A lista de preletores inclui ainda Rui Faria, adjunto de Mourinho, e ainda José Morais, que trabalhou também com o «Special One» mas que agora é técnico principal do Antalyaspor.  Francisco Silveira Ramos (diretor técnico da Federação Portuguesa de Futebol), Pedro Caixinha (treinador do Al Gharafa), Miguel Cardoso (treinador dos sub-21 do Shakhtar Donetsk), Leonel Pontes (treinador do Ittihad), João Aroso (selecionador sub-15), José Gomes Pereira (antigo médico do Sporting) e Pedro Mil-Homens (antigo diretor da Academia do Sporting) estão também numa lista de docentes que tem mais de vinte nomes.

 

Entre os alunos destaca-se então Luisão, que em entrevistas dadas nos últimos anos já assumiu a possibilidade de assumir uma carreira de treinador no futuro, revelando até interesse em começar pelos escalões de formação do Benfica.