FIGURA: Rodrigo

Exímio nas bolas paradas, o lateral direito esteve em destaque no triunfo do Aves ao marcar um golo e a fazer ainda uma assistência. Não tremeu na marca dos onze metros, batendo o inspirado Léo Jardim com um remate forte e colocado. Bate depois o canto que dá o segundo golo. Para além da preponderância nos dois lances capitais do encontro, foi um pêndulo no lado direito do Aves e entendeu-se na perfeição com Amilton. Secou Galeno, uma das principais armas do Rio Ave.

MOMENTO: expulsão de Nadjack e golo de Rodrigo (14m)

Abordagem imprudente do lateral direito a resultar numa dupla penalização para o Rio Ave. O guineense levantou demasiado o pé e foi onde Nildo tinha a cabeça para disputar o esférico dando uma autêntica patada no jogador da casa. Expulsão e castigo máximo a deixar o Rio Ave em desvantagem numérica no que ao número de jogadores diz respeito e ainda em desvantagem no marcador, uma vez que Rodrigo transformou a grande penalidade.

OUTROS DESTAQUES

Amilton

Abram alas. Rapidíssimo o extremo do Desportivo das Aves a criar calafrios junto da defesa do Rio Ave sempre que pegou no esférico e foi em velocidade. Está no cruzamento que dá a grande penalidade que resulta no primeiro golo do Aves.

Léo Jardim

Ainda adivinhou o lado, mas não conseguiu suster o castigo máximo de Rodrigo. Para além disso o guarda-redes do Rio Ave foi mantendo os vila-condenses vivos ao travar vários remates, alguns deles com defesas quase que milagrosas.

FICHA E PRINCIPAIS INCIDÊNCIAS DO ENCONTRO

El Adoua

O pilar do meio campo do Aves e, ao mesmo tempo, uma das principais referências do coletivo montado por José Mota. Voluntarioso a defender e a dar equilíbrio à equipa, o marroquino destaca-se igualmente pela capacidade de construção.

Galeno

O mais esclarecido do Rio Ave, ainda que traído pela inferioridade numérica da sua equipa. Rápido e versátil, mesmo com uma parca produtividade ofensiva da equipa o brasileiro de apenas 21 anos foi o que mais se destacou.