FIGURA: Baldé

Continua numa boa fase o luso-guineense do Aves. Esbanja capacidade física, ganha a qualquer adversário em velocidade e é sempre um foco de perigo para os oponentes. Criou vários rasgos pelo corredor direito com Rodrigo e, como se não bastasse, é importante nas bolas paradas. Conjuga essas duas caraterísticas, coisa rara, e foi precisamente de bola parada que decidiu o jogo. Como é seu timbre atacou a bola com tudo e devolveu os avenses aos triunfos.

MOMENTO: golo de Baldé (72m)

Canto batido no lado direito por Rodrigo, bola tensa batida pelo lateral para o coração da área, onde aparece Mama Baldé a fazer-se valer da sua pujança física para cabecear de forma destemida e letal para o fundo das redes, não dando hipóteses a Cristiano. Ataque à bola vertiginoso por parte do extremo.

POSITIVO: homenagens a Nuno Pinto

Aproveitando a receção ao V. Setúbal, o Desp. Aves homenageou Nuno Pinto, jogador que luta contra um linfoma e, por força disso, interrompeu a carreira. A entrada em campo dos jogadores foi acompanhada de crianças com camisolas onde podia ler-se «Muita força, Nuno Pinto!». A mesma mensagem foi exibida numa tarja pelos adeptos avenses ao minuto 21, correspondente ao número que o jogador enverga.

OUTROS DESTAQUES

Rodrigo

Faz uma asa direita temível com Baldé. Assinou várias movimentações ofensivas juntamente com o extremo, tirando uma série de cruzamentos perigosos. Fica ligado negativamente ao golo sadino, a entregar mal o esférico, mas redimiu-se ao bater o canto que permitiu a Baldé marcar o segundo do Aves.

Dankler

Arrojado na defesa sadina, apagou vários fogos no início do encontro quando o Aves despejou várias bolas para a sua área. Atento, fez vários cortes. Quando os sadinos equilibraram forças esteve atento e mostrou-se ágil a anular as tentativas de ataque rápido da equipa adversária.

Derley

Muito lutador na frente de ataque da equipa de Augusto Inácio, o avançado teve de trabalhar longe da baliza, articular jogo e ser uma unidade útil ao constituir-se como uma linha de passe. Aproveitou bem para abrir o ativo aos dezassete minutos.

Cádiz

O seu golo foi insuficiente, não rende pontos, mas não apaga uma exibição positiva no ataque da equipa montada por Lito Vidigal. Lutou muito e disferiu um forte remate com o pé direito a relançar o jogo.