Augusto Inácio considera a receção ao Desp. Chaves como «um jogo de grandíssima importância» para as aspirações do Aves garantir a permanência entre os grandes do futebol português. O treinador promete uma equipa a «fazer o possível e o impossível para vencer» um encontro que não pode ser considerado normal.

«Não é um jogo normal. Trata-se de um adversário direto e de um jogo de extrema importância para nós e para o Chaves. Em caso de vitória cavamos um fosso de oito pontos, o que é muito bom; o Chaves vem aqui fazer o jogo da vida para somar pontos para fingir ao lugar onde está», atirou o experiente treinador em conferência de imprensa.

Predicados que obrigarão o Desp. Aves a ter «grande rigor tático» na medida em que os avenses se deparam também com uma situação pouco cómoda na tabela classificativa. «Estamos acima da linha de água mas não estamos descansados», referiu Inácio.

Tendo em vista o objetivo de conquistar 36 pontos para garantir a manutenção, estando neste momento a dez pontos dessa meta, o técnico quer manter o registo dos últimos jogos. «Vamos a jogo com a certeza de que vamos fazer o possível e o impossível para ganhar este jogo importante. Jogamos em nossa casa, estamos num bom momento, a pontuar, queremos continuar nesse registo», vincou.

Os flavienses estreiam nas Aves o terceiro treinador da temporada, curiosamente José Mota estreia-se na casa do seu anterior clube. Inácio diz que é motivo de maior cautela. «Sabemos que quando se muda de treinador acrescenta sempre qualquer coisa. O Chaves sabe que se perder aqui fica numa situação muito mais complicada e nós se vencermos ficamos com melhores perspetivas de ficar na Liga, que é o que queremos», frisou.

O jogo entre o Desp. Aves e o Desp. Chaves está agendado para as 15horas deste domingo no Estádio do Clube Desportivo das Aves.