Naquele que foi o ato eleitoral mais concorrido dos dois últimos triénios, Alexandre Faria deixou como garantia que a prioridade passará pela melhoria das infraestruturas e pela aposta nas modalidades, nomeadamente golfe, ténis, ténis de praia, surf, pesca desportiva, pesca submarina e voleibol de praia, a fim de tornar o clube «uma referência do concelho de Cascais».

Alexandre Faria será coadjuvado pelos vices Paulo Carvalho e Vítor Matias. O ex-jogador Hugo Leal será vogal e fará a ponte entre o futebol de formação e a SAD, liderada pelo brasileiro Tiago Ribeiro.

De saída está Filipe Soares Franco, que também chegou a ser presidente do Sporting. O líder cessante da Mesa da Assembleia-Geral canarinha deixou claro que pretende a entrada de sangue novo no clube, como forma de o revitalizar, relembrando que há uns anos «o Estoril-Praia correu o risco de fechar».

Foram ainda eleitos Daniel Vidal, como presidente do conselho fiscal, e Amadeu Raimundo, como presidente do conselho consultivo.