O Famalicão ficou de fora da Europa depois de ter empatado na Madeira e de o Rio Ave ter vencido no Bessa. Apenas este domingo de manhã, Fábio Martins deixou uma emotiva mensagem aos adeptos famalicenses.

«Frustração. Começo por vos dizer que estou desde ontem sem querer falar, sem querer pensar no que (não) aconteceu, mas seria injusto não me dirigir a vocês, que estiveram ao meu lado durante todo este caminho (...) Ontem, deu um nó na garganta ao entrar no balneário. Depois de uma caminhada enorme, depois de lutarmos e incomodarmos tanto, não conseguimos. Não há injustiças no futebol, mas sinto mesmo que o futebol voltou a não ser justo connosco. Acreditamos sempre, jogamos limpo, demos o máximo de cada um de nós. Merecíamos ser felizes, depois de tanta superação», escreveu nas redes sociais. 

O extremo, que ainda pertence ao Sp. Braga, pareceu ainda despedir-se do clube.

A vocês, adeptos, o meu sincero obrigado. Tudo o que fizemos foi muito por vocês e convosco ao nosso lado. Foram sempre incríveis. Nunca deixem de acreditar neste amor de perdição. Nós fomos o que fomos, porque vocês nos deixaram e fizeram ser. Agora é hora de desligar e aproveitar as poucas férias que temos, para depois começar a preparar a nova época, com a mesma ambição, seja ela onde for, porque o futuro, só a Deus pertence.Nunca me esquecerei deste ano e de todos vocês, sem exceção, que me ajudaram a recuperar a confiança perdida e me fizeram sentir de novo útil e querido. Todos vocês, aconteça o que acontecer, permanecerão no meu coração, para sempre. Obrigado», pode ler-se ainda.

Durante esta época Fábio Martins fez 36 jogos e marcou 12 golos.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Frustração. Começo por vos dizer que estou desde ontem sem querer falar, sem querer pensar no que (não) aconteceu, mas seria injusto não me dirigir a vocês, que estiveram ao meu lado durante todo este caminho. O balneário é sagrado. A partir do momento em que o pisamos, tudo o resto fica de fora. Tornamo-nos ainda mais unidos, olhamos para cada um como nosso irmão e não há tristeza, nem alegria individual. Aconteça o que acontecer, sentimos todos. Ontem, deu um nó na garganta ao entrar no balneário. Depois de uma caminhada enorme, depois de lutarmos e incomodarmos tanto, não conseguimos. Não há injustiças no futebol, mas sinto mesmo que o futebol voltou a não ser justo connosco. Acreditamos sempre, jogamos limpo, demos o máximo de cada um de nós. Merecíamos ser felizes, depois de tanta superação. A verdade é que crescemos juntos. Nós, como jogadores, lado a lado com o clube. O FC Famalicão nunca mais será indiferente. Deixamos um legado. E essa história nada, nem ninguém nos tira. Aquilo que eu sei é que o futebol nem sempre nos dá aquilo que queremos e merecemos, quando queremos. Mas nunca falha. E os mesmos que ontem caíram, amanhã vão festejar coisas ainda maiores. A vocês, adeptos, o meu sincero obrigado. Tudo o que fizemos foi muito por vocês e convosco ao nosso lado. Foram sempre incríveis. Nunca deixem de acreditar neste amor de perdição. Nós fomos o que fomos, porque vocês nos deixaram e fizeram ser. Agora é hora de desligar e aproveitar as poucas férias que temos, para depois começar a preparar a nova época, com a mesma ambição, seja ela onde for, porque o futuro, só a Deus pertence. Nunca me esquecerei deste ano e de todos vocês, sem exceção, que me ajudaram a recuperar a confiança perdida e me fizeram sentir de novo útil e querido. Todos vocês, aconteça o que acontecer, permanecerão no meu coração, para sempre. Obrigado 🙏🏽💙🤍 #FM11 #AmordePerdição #FCFamalicao

Uma publicação partilhada por Fábio Martins (@fabio11martins) a