Declarações de Ivo Vieira, treinador do Moreirense, na sala de imprensa do Parque de Jogos Comendador Joaquim de Almeida Freitas, depois do triunfo sobre o Feirense (1-0), o primeiro em casa esta época:

«Sabia que o jogo ia ser difícil contra uma equipa que vinha a fazer um campeonato positivo. Não é fácil fazer golos ao Feirense e sabíamos que era importante ganhar este jogo. Defendo que se deve jogar sempre bem, não foi um jogo de qualidade de ambas as partes, foi um jogo de entrega e de luta porque às vezes é preciso por isso em campo. Acho que pelo que fizemos o resultado é justo. Dou uma palavra aos jogadores, acreditam no que fazemos, na nossa ideia de jogo, tivemos dificuldades em implementa-la, mas conseguimos».

[Importante ganhar para que não ficasse um estigma dos jogos em casa?] «O Moreirense ainda não tinha ganho em casa, é um facto, teve o jogo com o Sporting, que é difícil, e com o Beleneneses. Não creio que pairasse qualquer coisa no ar. O campeonato é muito longo, há muito para jogar. A equipa hoje jogou pela segunda vez com um ponta de lança de referência, vinha jogando sem uma referência fixa na frente e não se ganha esperando que chova do céu, há processos que têm de se amadurecer este jogo diferente do que fazíamos».

[Sistema com ponta de lança é par manter?] «A equipa não ganhava há três jogos, mas não deixou de jogar. Estivemos dois meses a trabalhar sem um ponta de lança. É para manter, gosto de jogar com ponta de lança, mas às vezes não são os resultados que fazem as coisas acontecer. Com ponta de lança vamos passar a alimenta-lo mais».

[Halliche o que acrescenta?] «Veio acrescentar maturidade, suportando um jovem ao lado que nunca tinha jogado na Liga, um lateral no lado direito que nunca tinha jogado na Liga e um médio à frente que nunca tinha jogado na Liga. Temos muita juventude e esta equipa pode crescer com jogadores com esta experiência e com um misto de maturidade e juventude».