Esta temporada o FC Porto ainda não conseguiu derrotar o Belenenses: os dois duelos já disputados, um para a Taça da Liga e outro para a Liga, terminaram empatados a zero. Confrontado, na conferência de imprensa de antevisão da partida, sobre qual o segredo para quebrar esta tendência, Nuno Espírito Santo assumiu que o apoio do Dragão vai ser fundamental [ndr: 35 mil bilhetes vendidos para o jogo].

«Vai ser um jogo difícil. Temos de nos focar nas nossas tarefas e potenciar as nossas ações individuais e coletivas. Vamos jogar perante os nossos adeptos, que são o nosso 12º jogador. Vamos querer jogar para conquistar os três pontos.», referiu.

Curiosamente, foi por volta desta altura que os azuis e brancos claudicaram e se atrasam nas contas pelo título na 1ª volta do campeonato. Ainda assim, o treinador dos portistas não se mostrou preocupado com os dois empates consentidos pela sua equipa nas últimas duas partidas.

«O FC Porto teve momentos bons e momentos menos bons. A nossa característica principal é ter um espírito competitivo muito forte e isso fez com que ultrapassássemos todos os obstáculos que nos foram aparecendo durante a época. Na sábado é mais um, temos o Belenenses e não existe ansiedade. Temos uma vontade muito grande de competir e de discutir o jogo», afirmou.

Por último, Nuno Espírito Santo garantiu que o facto de os dragões apenas terem conseguido marcar dois golos nos últimos dois jogos, em contraste com momentos anteriores da época, não é motivo para alarme.

«São momentos. A produção manteve-se, as oportunidades aparecem», finalizou.