Pepa afirmou este domingo que o jogo com o Belenenses SAD e uma oportunidade para o Paços de Ferreira e assumiu que a equipa que estiver mais tranquila vai ganhar o jogo da 10.ª jornada da I Liga.

«Vai ganhar a equipa que estiver mais tranquila. A derrota do Belenenses no último jogo [5-0, frente ao Vitória de Guimarães] não tem nada a ver com a qualidade da equipa ou a qualidade individual dos jogadores, e eles vão querer ganhar e aumentar a diferença pontual. Encaramos este jogo com muita responsabilidade, vendo a oportunidade de sairmos da situação atual e à frente do Belenenses», disse Pepa.

O treinador diz que o Paços tem de agarrar-se àquilo que tem de ser feito e mostrar em campo «disponibilidade, intensidade, procura do golo e o querer ganhar desde o início».

O técnico pacense assumiu o desejo de «dar sequência às exibições, começando a ganhar», e, dessa forma, «sair da linha de água», sem deixar de reconhecer que, «do outro lado, nem tudo está mal».

Os centrais Maracás e Marco Baixinho continuam de fora, entregues ao departamento médico, e a sua ausência volta a obrigar Pepa a adaptações no setor defensivo.

«Não dá intranquilidade nenhuma [termos de mexer na defesa] e a resposta [frente ao Sporting] foi muito positiva por parte de todos os jogadores. Também é verdade que quanto mais opções tivermos, mais competentes ficamos», sublinhou.

Pepa relativizou também a questão do relvado do Estádio Nacional, em Oeiras, considerando que «é para as duas equipas» e, por isso, «nem é assunto», focando-se naquilo que tem de ser feito pelo Paços.

«O grupo sabe que o tempo está a passar, mas também é preciso insistir na ideia de uma equipa tranquila e adulta. Não podemos fugir daquilo que trabalhamos, rigor, organização e muito discernimento», concluiu.

Veja os convocados de Pepa para o encontro: