Figura: Pote de 23 golos

Incrível. Seferovic tinha subido a fasquia com dois golos em Guimarães, mas o sensacional médio do Sporting respondeu com um hat-trick e reclamou, no último jogo, o título de melhor marcador da Liga, chegando aos 23 na temporada. Nem se pode dizer que o Sporting tenha jogado propriamente para Pote, a verdade é que o médio apareceu sempre bem posicionado nos três pontapés certeiros. No primeiro, a passe de Jovane, no segundo numa recarga a um primeiro remate de Bragança, devolvido pelo poste, e no terceiro, novamente com um grande passe de Jovane.

Momento: hat-trick de ouro

Estava-se a adivinhar. Depois de ter marcado dois golos nos primeiros vinte minutos, que permitiram igualar os 22 golos de Seferovic, faltava apenas mais um para Pedro Gonçalves ser definitivamente o melhor marcador da Liga. O médio já tinha usufruído de uma boa oportunidade, a abrir a segunda parte, e não desperdiçou a segunda. Na sequência de uma falta, Jovane fez um passe em profundidade a solicitar Pote que, na cara de Charles, não perdoou. Um golo muito festejado por toda a equipa.

Outros destaques:

João Pereira

Jogo de despedida do experiente lateral que, ao que tudo indica, terminou esta quarta-feira a carreira. Fez uma boa exibição no corredor direito, mas o grande momento do jogo foi mesmo a sua saída de campo, para ceder o lugar a Gonzalo Plata. O lateral abraçou todos os companheiros e ainda recebeu uma vénia de Plata. No final do jogo, voltou a ser alvo de uma sentida homenagem da parte do clube e dos companheiros.

Jovane

Uma oportunidade a titular aproveitada em cheio com duas assistências determinantes para Pedro Gonçalves. No primeiro, uma excelente iniciativa individual, entrando pela zona central, para descer até à linha de fundo, antes de cruzar atraso para o coração da área. No segundo, um grande passe em profundidade a solicitar a entrada de Pote para o hat-trick.

Daniel Bragança

Depois da experiência menos feliz no dérbi da Luz, o médio manteve a confiança de Ruben Amorim, com uma grande primeira parte, mas saiu tocado ao intervalo e já não voltou. Mas a verdade é que no primeiro tempo, o médio encheu o campo e ainda atirou uma bola ao poste que acabou por resultar no segundo golo de Pote.

Charles

Uma noite para esquecer. Cometeu demasiados erros e dois deles resultaram em golos para os leões. No primeiro, colocou o mal o pé num atraso de Karo, permitiu que esta escapasse e se encaminhasse para a sua baliza. No segundo, saiu fora de tempo entre os postes e acabou por permitir um chapéu a Gonzalo Plata, num dos grandes golos da noite.