O treinador do V. Guimarães, Pepa, reconheceu este sábado a «importância capital» do duelo da 32.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, ante o Santa Clara, com vista à classificação final dos minhotos, que podem garantir matematicamente o sexto lugar, mas que estão ainda com olhos no quinto.

«Este jogo tem uma importância capital. Vamos encontrar uma equipa com muita qualidade e bem orientada. Em termos matemáticos, podemos fechar o sexto lugar. E isso não quer dizer que não queiramos o quinto. A única forma de chegar lá é ganhar e, ganhando amanhã [domingo] atingimos o sexto», referiu Pepa, na antevisão ao encontro.

Em caso de regresso aos êxitos, na sequência do empate em Tondela (1-1), o Vitória passa a somar 46 pontos e garante a sexta posição, mantendo-se, ao mesmo tempo, na luta pelo quinto lugar, ocupado pelo Gil Vicente, que tem 48 e também joga no domingo, ante o Sporting, em Alvalade.

«Vamos encontrar uma equipa junta há três anos. Alguns jogadores saíram, mas muitos têm ficado. Há processos do ano passado e a equipa está muito confortável nesta forma de jogar. O Mário [Silva] deu estabilidade a uma equipa que perdeu poucos jogos na segunda volta. É uma equipa com jogo positivo, atrativo e forte. Temos de ser o melhor Vitória em termos individuais e coletivos», perspetivou Pepa, à mistura com considerações sobre o conjunto açoriano, atual nono classificado com 36 pontos.

O técnico confirmou também que o avançado Bruno Duarte «se sentiu bem» ao recuperar da lesão que o afastou da visita a Tondela e que pode ser «opção».

O Vitória recebe o Santa Clara a partir das 15h30 de domingo (14h30 nos Açores), no Estádio D. Afonso Henriques, num jogo com arbitragem de Hugo Silva e que pode ser seguido, ao minuto, no Maisfutebol.