O Sporting está muito próximo de garantir os regressos de Raul José e Miguel Quaresma, adjuntos de Jorge Jesus no Al Hilal, ao clube, para integrarem a estrutura do futebol leonino.

As conversações entre Frederico Varandas e os dois treinadores já se arrastam desde a campanha eleitoral para a presidência do Sporting e estão agora próximas do fim, embora ainda haja detalhes a acertar.

Raul José vai liderar o departamento de scouting do clube, enquanto Miguel Quaresma foi chamado para ser diretor da formação, naquele que é um departamento ao qual o presidente Frederico Varandas quer dar a máxima atenção, de forma a que o Sporting recupere o destaque na formação de jovens jogadores a nível mundial que já teve e entretanto perdeu.

Refira-se que entre os detalhes que faltam acertar está a altura em que ambos começam a exercer funções em Alvalade. A intenção das partes é que tal aconteça já a partir do início de janeiro, tal como Frederico Varandas revelou na entrevista que deu à Sporting TV após ser eleito, mas há aspetos relativos à tributação e à desvinculação ainda pendentes.

Raul José e Miguel Quaresma, tal como Jorge Jesus e os restantes elementos da equipa técnica, têm de cumprir 184 dias seguidos na Arábia Saudita para não serem tributados pelo fisco português. Ora esses 184 dias são completados no final de dezembro, pelo que a partir de janeiro, teoricamente, já poderiam voltar a Portugal.

No entanto esta situação não é clara, porque o fisco português podia interpretar que seis meses no estrangeiro não são suficientes para considerar que ambos foram emigrantes, podendo declarar que desempenharam apenas uma missão fora do país e nesse sentido tributá-los também em Portugal. Se tal acontesse, ambos perderiam muito dinheiro: os dois têm ordenados líquidos muito altos no Al Hilal, o que acontece porque os impostos na Arábia Saudita os favorecem.

Para além disso há a questão da desvinculação. Raul José e Miguel Quaresma, tal como Jesus, têm uma cláusula que lhes permite sair mediante uma determinada indemnização ao Al Hilal. Mas isso implicava pagar pela desvinculação. 

Por isso, lá está, a intenção do Sporting passa por ter ambos em Alvalade já em janeiro e Frederico Varandas está a fazer tudo para que isso aconteça, mas há ainda aspetos a acertar nesse sentido. Praticamente certo é que, mais tarde ou mais cedo, Raul José e Miguel Quaresma vão voltar ao Sporting, para ocupar cargos de destaque na estrutura do futebol.