FICHA E FILME DO MARÍTIMO-NACIONAL

Um jogo de grande sofrimento da equipa de Ivo Vieira que jogou toda a segunda parte com menos um jogador e que acabou por não resistir ao maior volume ofensivo dos alvinegros na segunda parte.

Depois de quinze minutos desinteressantes, eis que aos 16 minutos o pé esquerdo de Bruno Gallo fez estremecer o estádio dos Barreiros com um remate de longe que foi tão colocado que embateu na trave. Estava dado o mote para o jogo?

O Nacional respondeu pouco depois com um remate por cima de Marco Matias, mas era o Marítimo quem tinha mais posse de bola, apesar de ter muitas vezes dificuldades para ultrapassar a bem organizada defesa do Nacional.

Aos 31 minutos, Olegário Benquerença assinalou falta de Marco Matias sobre Bruno Gallo dentro da área, numa decisão algo duvidosa do árbitro, e na conversão o mesmo Bruno Gallo marcou de forma superior a grande penalidade, colocando o Marítimo na frente do marcador.

Antes do intervalo, a equipa de Ivo Vieira ficou reduzida a dez jogadores com a expulsão de Éber Bessa, aos 40', com duplo cartão amarelo, que nos pareceu algo forçado. Aliás, esta foi a fase mais feia do jogo com muitos cartões de parte a parte.

Por essa mesma razão, na segunda parte, Manuel Machado retirou os amarelados Rui Correia e Luís Aurélio, lançando Gomaa e Soares.

E Soares por pouco não fazia o 1-1 logo no recomeço após uma boa tabelinha com Marco Matias. Dentro de área, o ponta de lança brasileiro atirou ao lado.

Insatisfeito com o rumo dos acontecimentos, o treinador do Nacional esgotou as substituições aos 55 minutos quando retirou o apagado Tiago Rodrigues e lançou Wagner, arriscando então muito mais no jogo. Uma mudança que aconteceu pouco depois da entrada de Edgar Costa para o lugar de Alex Soares.

Aos 68', Marçal cruzou com algum perigo, obrigando Salin a esticar-se e aos 80' o Nacional chegou mesmo ao empate através de uma boa jogada de Soares, na sequência de um grande passe de Lucas João. O ponta de lança brasileiro apareceu bem na área descaído para a esquerda e rematou sem hipóteses para o guarda-redes do Marítimo.

Logo depois, os alvinegros quase passavam para a frente no marcador mas Wagner, isolado, permitiu a defesa de Salin. Já nos descontos, um livre direto de Christian por pouco não inverteu o marcador.

O Nacional voltou a «roubar» pontos ao Marítimo. Os verde-rubros que já levam seis jogos sem conseguir vencer o rival.