Declarações de Carlos Carvalhal, treinador do Sp. Braga, na sala de imprensa do Estádio Municipal de Braga, após o triunfo (3-0) frente ao V. Guimarães:

«Acho que a chave foi a preparação do jogo e a interpretação do mesmo por parte dos nossos jogadores. Tivemos uma semana para trabalhar, sabíamos da importância de marcar primeiro, conseguimos fazer 1-0, tivemos um golo anulado e o plano foi cumprido. Sabíamos que o Vitória tem bons intérpretes nos corredores e, em determinadas altura, podia descompensar-se e perder o equilíbrio. Juntamo-nos mais na segunda parte, tentámos jogar da forma que não mais gostamos, mas isto é um dérbi, e esperámos o melhor momento para matar em transição. Fomos sabendo defender a nossa baliza e com o terceiro golo matámos o jogo. Se perguntassem se queríamos marcar mais cedo, sim, pela forma como o jogo estava. Vencemos o jogo 3-0, o que é o mais importante num jogo destes».

[Jogo 200 Liga. Melhor época?] «Não estou muito preocupado comigo, estou preocupado com a minha equipa, valorizar jogadores, jogar bem, hoje por exemplo na aposta no Bruno Rodrigues, de dezanove anos da equipa B. tê aparecido jovens jogadores com potencial e é isso que ma satisfaz. Não é coisa que valorize muito, se não dissessem isso nem me lembrava».