A investigação foi desencadeada pelo Conselho de Arbitragem da FPF e estará sob a alçada do Conselho de Disciplina da federação.

«O CA da FPF vai enviar hoje duas participações ao CD para a averiguação de eventuais ilícitos disciplinares, uma relativa às declarações do presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, a contestar a nomeação do árbitro Jorge Ferreira para o jogo com o Estoril-Praia e outra relativa às eventuais afirmações dirigidas pelo treinador do Sporting, Jorge Jesus, ao quarto árbitro [Daniel Cardoso] no decorrer do referido jogo», disse fonte do Conselho de Arbitragem à agência Lusa.