José Peseiro, treinador que iniciou a época no banco do Sporting, falou nesta segunda-feira sobre a forma como se processou a sua saída do clube, e do legado deixado no clube que acabou a época com dois troféus conquistados.

À margem da «Conferência Bola Branca – Que futebol queremos para Portugal», Peseiro recordou as dificuldades do início da época dos leões, ainda que realce a qualidade do trabalho feito, que deixou bases para a estabilidade do clube.

«Lembro-me como foi o início da época, com muita gente contra os jogadores que regressaram – felizmente, agora, aplaudem. Tivemos de fazer uma equipa em cima de falta de tempo, à espera que os jogadores que estavam em processo de rescisão pudessem voltar… Para isso, perdemos muito tempo - ganhámos para aqueles que conseguimos que regressassem -, mas perdemos tempo para ir à procura de soluções. Dentro de todas essas condições, acho que foi excelente», diz.

«Pagámos um pouco isso, com uma apresentação horrível em que fomos todos assobiados. Principalmente, o presidente da Comissão de Gestão [Sousa Cintra] e o José Peseiro, e alguns jogadores também. Mas aguentámos e fizemos o trabalho possível, um trabalho que eu acho que foi excelente. E deixámos o Sporting em condições para fazer uma boa época», lamentou ainda.

Aquilo que mais lhe custou, admite, foi ouvir as críticas de dentro do clube, ainda que acredite que os resultados no final da época mostram a qualidade da base deixada.

«Passámos muito tempo a ser criticados, até por pessoas ligadas ao Sporting, que diziam que tínhamos feito uma equipa horrível, com jogadores muito maus… o Gudelj, como podia ter vindo para o Sporting. E agora se calhar, essas pessoas têm de meter a viola no saco e dizer que em quatro meses fizemos alguma coisa de jeito, para o Sporting conseguir os títulos que teve»

O melhor reconhecimento, diz, foi aquele que ouviu de Marcel Keizer e Bruno Fernandes, que elogiaram o trabalho feito pela equipa técnica que iniciou a época.

«O atual treinador do Sporting, Marcel Keizer, que eu felicito pelos títulos, disse que o treinador anterior fez um grande trabalho. Pena outras pessoas não terem dito. E o capitão também disse, o capitão. Isso basta: o treinador e o capitão disseram isso, o que é suficiente para eu ficar satisfeito», concluiu.