Luís Castro espera «um jogo difícil» este sábado na deslocação ao terreno do Tondela, em jogo a contar para a 21.ªjornada da Liga. Ainda assim o treinador do Vitória de Guimarães assume a ambição de «somar os três pontos em função dos objetivos» da equipa e que, no final do campeonato, passam pelo apuramento europeu.

O técnico foi confrontado com essas ambições europeias, referindo que «uma instituição vai muito para além dos resultados desportivos», assegurando que a sua grande ambição é corresponder aos adeptos. «Queremos ter uma equipa em campo que espelhe a sua massa adepta em campo, com resultados para chegar à Liga Europa», atirou.

Para o embate com os tondelenses Luís Castro destaca a «variabilidade de jogo» da equipa de Pepa. «Trata-se de uma equipa que está na metade baixa da tabela mas que ainda no último jogo produziu um jogo muito agradável no Rio Ave, obteve um empate com um bom jogar. Está estável na sua forma de jogar», disse o treinador, referindo ainda que o Vitória se preparou bem e que se vai «entregar por completo».

Confrontado com as declarações de Francisco J. Marques após o jogo com o FC Porto, o treinador reforçou que o tempo de jogo esteve dentro da média. «Estou consciente do fenómeno em que estou inserido. Não me espanto, nem me sinto incomodado. Somos uma equipa digna. Relativamente ao tempo útil de jogo, entroncámos no tempo médio de jogo do FC Porto nos últimos jogos, fomos uma equipa que ao longo se dedicou por completo ao jogo. Observei as imagens, foi tudo normal. As declarações são responsabilidade de cada um que as profere, não me causa estranheza neste mundo do futebol», disse em relação ao diretor de comunicação do FC Porto.

O embate entre o Tondela e o V. Guimarães está agendado para as 20h30 deste sábado no Estádio João Cardoso, em Tondela.