FIGURA: Marcus Edwards
Os dribles deliciam, mas a verdade é que vinha a faltar o pormenor. Ora o cruzamento não sai com as medidas certas ora não consegue finalizar como mandam as regras. Esta tarde estreou-se a marcar no principal escalão do futebol português com um golo fora de série. Bateu cinco adversários no interior da área com a sua finta curta, selando o triunfo para o conjunto de Ivo Vieira. Segundo golo da época após ter marcado no Emirates, frente ao Arsenal.

MOMENTO: golo de Marcus Edwards (61’)
Um lance para ver e rever. O pé esquerdo do inglês guiou o esférico fazendo Marcus Edwards da cabine telefónica em que estava no meio de três adversários, depois atirou para fora do alcance do guarda-redes Ricardo Ferreira por entre as pernas de Jadson com um toque subtil. Um gentleman, à base da técnica e sem recurso à força. Apenas arte.

OUTROS DESTAQUES

Rafa Soares
Impressionante a forma como consegue aparecer em zonas de definição com espaço e com a bola controlada. Falhou no capítulo do passe, mas ainda assim as suas ações são de valorizar mesmo tendo de fazer muito mais dadas as vezes que aparece na área adversária com o flanco aberto.

Lucas Fernandes
Valor acrescentado no meio campo do Portimonense. O brasileiro de 22 anos deu critério ao ataque dos algarvios, quer no passe quer a colocar a bola na área. Os seus livres para a área provocaram sempre calafrios ao último reduto do V. Guimarães.

Ola John
Voltou a ser titular depois do regresso no Sado. Mostrou que é uma opção válida ao ser dos mais repentinos do Vitória. Fabrica o golo inaugural logo aos dois minutos e assinou mais uma série de lances em que desequilibrou no lado esquerdo.

Jackson Martinez
As dificuldades físicas são difíceis de esconder, mas ainda assim continua a ser um predador na área. Chegou a marcar mas o lance foi invalidado por fora de jogo e na segunda parte viu Douglas negar-lhe o golo. O mais perigoso dos algarvios.