FIGURA: Davidson

O mais irreverente do V. Guimarães no um para um. Não teve receio de segurar o esférico, foi para cima e encarou os adversários de frente, a exemplo do que aconteceu antes do cruzamento para o golo de Guedes. Irreverente, o extremo contratado ao Chaves foi a principal arma do Vitória no ataque, mantendo a frescura até ao final. Está no lance de maior perigo dos vimaranenses ao ver Bruno Viana impedi-lo de marcar já na segunda metade.

MOMENTO: golo de Claudemir (20’)

Pontapé de canto movimentado na direita por Wilson Eduardo Para João Novais, com o médio a cruzar de forma tensa. Osorio faz o corte mas para zona proibida, os seus colegas foram lestos a fazer-se ao esférico que chegou a Claudemir. Wakaso escorrega ao tentar bloquear o remate e o brasileiro de trinta anos atira para o fundo das redes, estreando-se a marcar com a camisola bracarense. Assinou o empate final do encontro.

NEGATIVO: entrada tardia dos adeptos do Sp. Braga

O cronómetro assinalava 25 minutos, a meio da primeira parte, portanto, quando os adeptos do Sp. Braga deram entrada no Estádio D. Afonso Henriques. Os cerca de milhar e meio de adeptos não assistiram aos golos do encontro por entrarem tardiamente no recinto.

OUTROS DESTAQUES

Dyego Sousa

Está numa forma invejável, um poço de força no ataque do Sp. Braga. É a principal referência ofensiva dos arsenalistas e, com a sua pujança, física constitui-se sempre com uma unidade a ter debaixo de olho. Muito móvel, confundiu as marcações aos defesas centrais adversários.

Tozé

Pequeno em tamanho, grande no meio campo do Vitória. Foi o único com capacidade para transportar jogo no miolo do Vitória de Guimarães, lançando os principais ataques da sua equipa. Foi o responsável pelas bolas paradas.

Claudemir

Pauta o jogo do Sp. Braga à frente dos defesas bracarenses com classe e experiência. Tranquilo, faz a equipa montada por Abel construir o seu jogo com critério. Apareceu no sítio certo e teve frieza para marcar.

Guedes

Está de pontaria afinada. Marcou pelo terceiro jogo consecutivo depois de se estrear com um bis na última jornada. A unidade mais adiantada do V. Guimarães, cabeceou como mandam as regras e desviou a bola de Tiago Sá.