O MOMENTO: 

FC PORTO: no último jogo no Dragão, o Sp. Braga conseguiu a proeza de pôr fim a um registo de vitórias caseiras azuis e brancas que chegou aos 20 jogos. Caiu um recorde, mas há outro que continua de pé também. Desde 14 de dezembro de 2014, que o FC Porto não sofre golos em casa para a Liga. São 14 jogos no total. Um registo impressionante que Lopetegui certamente quererá manter numa partida em que o FC Porto é mais do que favorito a vencer e que é fundamental para tentar a aproximação ao líder Sporting.

  

VITÓRIA DE SETÚBAL: a equipa orientada por Quim Machado sofre muitos golos (12), mas também os marca (16). Aliás, tem um ataque tão produtivo como o do FC Porto e Lopetegui sublinhou-o na antevisão da partida. Os sadinos empataram a maioria dos jogos até ao momento (cinco em nove), mas da única vez que perderam foi com uma goleada frente ao Marítimo. No Dragão, a missão será sobretudo defender, mas não só, adverte o técnico.

AUSENTES: 

FC PORTO: Maicon (lesionado).

V. SETÚBAL: Ricardo (emprestado pelo FC Porto), Dani e William Alves (castigados).

 

DISCURSO DIRETO: 

LOPETEGUI: «Espero um jogo em consonância com o que o nosso adversário tem vindo a fazer. O Vitória de Setúbal está a fazer bem as coisas. É uma equipa ofensivamente forte, marcou 16 golos na Liga, tantos quanto nós. Temos de focar-nos em dar o nosso melhor e usar os nossos argumentos para superar este bom rival.»

QUIM MACHADO: «Não vamos ao estádio do Dragão só para defender. A concentração tem que ser enorme. Queremos chegar à baliza do FC Porto e, para o fazermos, teremos de arriscar e jogar para frente (…) Há jogadores que ainda não pisaram o Dragão. É diferente jogar perante 30 ou 40 mil pessoas ou cinco mil. Os mais jovens têm de estar preparados e de não terem receio de ter a bola». 

REGISTO HISTÓRICO: 

O desequilíbrio nas receções do FC Porto ao Vitória de Setúbal é um dos maiores nos confrontos entre equipas da Liga. Em 67 jogos, os dragões venceram 57 e só perderam em quatro ocasiões (empatando outras seis). É preciso recuar 26 anos para encontrar o último triunfo sadino em casa do FC Porto: 0-1, em 1988/89, ainda nas Antas, na época de estreia de Manuel Fernandes como treinador. Daí em diante houve dois empates e um sem número de triunfos portistas (a sequência é de 12 vitórias seguidas). O último dos quais na época anterior, com uma goleada por 4-0 na jornada 14.

EQUIPAS PROVÁVEIS:

FC PORTO

Outros convocados: Helton, Danilo, Herrera, Evandro, Varela, Jesús Corona e Dani Osvaldo.

V. SETÚBAL

Outros convocados: lista não divulgada.