FIGURA – Mendy: estreia a marcar na I Liga e uma assistência

Mendy manteve a titularidade nos jogos da Liga e respondeu da melhor forma à confiança de Lito Vidigal nos seus serviços. O avançado de 30 anos começou por assistir o colega José Semedo para o 1-0 e apontou o segundo golo dos sadinos no Estádio João Cardoso, o primeiro tento do guineense no campeonato – já tinha marcado na Taça da Liga. Além do protagonismo nos golos, o ‘gigante’ não se cansou de lutar na frente de ataque, procurando dar soluções à equipa e dando muitas dores de cabeça à defesa tondelense.

MOMENTO – Lesão de André Sousa: “amarelo” na maca

Decorreu ao minuto 28 o momento mais ‘caricato’ do encontro. O jovem lateral-esquerdo sadino, André Sousa, ficou caído fora das quatro linhas, muito queixoso. Entretanto, entrou em campo (com muitos protestos vindos das bancadas) e voltou logo a deitar-se no relvado, para receber assistência médica. A lesão (no joelho esquerdo) impediu o jogador de continuar em campo e foi retirado de maca, mas não se livrou de um cartão amarelo pela ‘brincadeira’.

 

OUTROS DESTAQUES

José Semedo: O experiente médio de 33 anos estreou-se a marcar com a camisola do Vitória de Setúbal no dia em que cumpriu o 30.º jogo oficial ao serviço dos sadinos. Jogo seguro de José Semedo, controlando praticamente todas as operações a meio-campo.

Xavier: A melhor unidade do Tondela na partida. Esteve um pouco apagado na 1.ª parte, mas mesmo assim conseguiu ter nos pés a melhor chance de golo dos locais. Na etapa complementar, à ‘boleia’ da equipa, o extremo soltou-se ainda mais e criou os habituais desequilíbrios na ponta esquerda. “Dono” das bolas paradas, foi do seu pé esquerdo que saiu o livre que originou o 2-1.

Sérgio Peña :O peruano foi um dos poucos a tentar contrariar a apatia tondelense, sobretudo na primeira parte. Rematou à baliza, tentou organizar o ataque e mostrou-se sempre disponível para ajudar Bruno Monteiro e Hélder Tavares, no ‘miolo’, com tarefas defensivas.