São dezenas e dezenas de casas, todas parecidas, com o característico tijolo inglês, nas ruas que rodeiam o estádio completamente vazias, com as portas e janelas bem fechadas com painéis de metal. À primeira vista poderia tratar-se de uma exagerada medida de segurança, uma vez que há muitas histórias de violência extrema naquelas ruas em dias de jogos.

Mas não. Segundo o que o porteiro do estádio contou ao Maisfutebol, trata-se de uma enorme operação de investimento do Liverpool que tem estado a comprar, uma a uma, todas as casas, bares, lojas, qualquer edifício na proximidade do estádio. O procedimento tem vindo a repetir-se e as ruas estão cada vez mais desertas em redor do estádio. A grande maioria dos habitantes locais aceitou de bom grado as libras oferecidas pelo clube para comprar uma nova casa. Mas há ainda muitos resistentes que têm vindo a recusar as constantes ofertas do clube vizinho.

A operação está integrada nos desejos do Liverpool em construir um novo estádio, que ficará a poucos metros do actual, mesmo por trás da mítica Anfield Road. O clube pretende valorizar todo o quarteirão para depois vender a uma grande superfície e, assim, financiar o novo estádio. Um plano a longo prazo que, para já, deixa uma imagem desoladora em redor do famoso estádio dos Reds.