Figura: Luis Díaz

Depois da excelente prestação na Copa América, o jogador colombiano chegou embalado e foi uma verdadeira dor de cabeça para a defesa do Lyon. A bola nos pés do colombiano foi quase sempre sinal de perigo. Foi ele quem fez o passe teleguiado para Fábio Vieira marcar e, enquanto esteve em campo, não deixou a defesa adversária respirar.

Negativo: muitas perdas de bola do FC Porto

No último teste antes do arranque da Liga, os dragões mostraram que ainda há coisas para trabalhar. Algumas falhas de marcação e perdas de bola na altura da construção custaram caro ao FC Porto.

Outros destaques:

Francisco Conceição - Foi outra das grandes figuras deste jogo. O jovem jogador, agora dono da camisola 10, trouxe velocidade e irreverência ao ataque portista. Esteve envolvido em vários lances de perigos dos dragões, dando bastante trabalho aos defesas dos gauleses. Esteve no início do lance daquele que viria a ser o golaço de Fábio Vieira, é dele, o cruzamento para o cabeceamento de Evanilson, que não passou longe da baliza de Anthony Lopes. A reclamar mais destaque na equipa à entrada para esta nova temporada.

Fábio Vieira - Um belíssimo golo, com um remate de primeira após passe de Luis Díaz, a aumentar a vantagem do FC Porto antes da montanha russa. E ainda tentou o segundo, mas Anthony Lopes negou-lhe o golo.

Pepe - O capitão entrou e marcou logo presença. Com um cabeceamento irrepreensível, fez o 3-2 para o FC Porto à entrada dos loucos dez minutos finais.

Taremi e Toni Martínez - O que se lhes pede é golos e eles assim o fizeram. A dupla atacante virou a montanha russa para bom porto, garantindo a vitória portista neste último teste.

Anthony Lopes - Sai do Dragão com cinco golos sofridos, embora sem ter grande culpa em nenhum deles.

Slimani - Entrou e rapidamente chegou ao golo. Foi o sétimo golo do argelino ao FC Porto nos últimos cinco jogos (marcou oito vezes aos dragões no total).