O presidente do clube punido, Aleksandar Zabrcanec e o ex-capitão Nikolce Zdravevski são os principais culpados da situação e foram irradiados do futebol europeu. O dirigente máximo e o jogador foram os responsáveis pelo envolvimento do clube no mundo das apostas, levando a o afastamento do Pobeda das jornadas de qualificação para a Champions em Julho de 2004. O FK Pobeda perdeu por 2-4 no agregado das eliminatórias em causa, contra o clube arménio Pyunik.

O painel disciplinar da UEFA elaborou o veredicto durante sete horas e comunicou a decisão esta sexta-feira. Já se esperava um castigo severo, dado que a UEFA tinha feito uma acusação formal ao FK Pobeda. A sentença é inapelável.