O treinador português Manuel Ramos renunciou ao comando técnico do Dhofar, emblema de Omã, país onde passou os últimos cinco anos.

Na base da decisão, Manuel Ramos, também conhecido por ‘Néné’, sublinhou a «falta de organização do clube» bem como «as interferências constantes» no trabalho e nas decisões, pouco mais de um mês depois de ter assinado com o Dhofar. «Não estava contente com as pessoas à volta da equipa e não havia sintonia. Por isso, resolvi sair», acrescentou.

 

O futuro, garante, não deve passar pelo país omani e o regresso a Portugal, «para junto da família» é prioridade imediata. «Quanto ao futuro profissional, logo se vê. Está na hora de mudar e procurar um futebol diferente», referiu, à agência Lusa.

Em cinco anos no Omã, Manuel Ramos passou como treinador-adjunto pelo Al Nahda, equipa pela qual venceu um campeonato, pelo Fanja e pelo Dhofar, além de dois anos como treinador-adjunto na seleção olímpica do Omã.