Leonardo Jardim teve um ano de consagração em França. Depois de liderar o Mónaco ao longo de uma brilhante campanha que culminou no título nacional, o português foi eleito o Melhor Treinador da época e mereceu os elogios de vários colegas de profissão.

Ora, esta terça-feira, Jardim decidiu recordar os tempos em que a sua imagem em terras gaulesas era bem diferente. Em 2014, o técnico luso chegou a receber inclusivamente a «espátula de ouro», que no fundo distingue o treinador desilusão.

Como as coisas mudam.