Jorge Paixão será o novo treinador do Zawisza Bydgoszcz, equipa polaca com a qual se comprometeu para as próximas duas épocas.

Depois de ter orientado o Sp. Braga, o técnico de 48 anos tinha tudo acordado para iniciar a época no Olhanense, mas o convite polaco acabou por alterar os planos, conforme explicou ao Maisfutebol.

«É um desafio aliciante e motivador, numa Liga em ascensão, e num clube que vai disputar a pré-eliminatória da Liga Europa e a Supertaça», justificou ao nosso jornal.

Em relação ao Olhanense, Paixão confirmou que «já havia acordo». «Agradeço a aposta em mim e a compreensão perante esta decisão. É um clube com historial, e o objetivo era devolvê-lo à Liga. Também era um desafio aliciante, e seria um prazer treinar o Olhanense».

O técnico revelou ainda ter recebido também convites da Ásia, onde já trabalhou (no Al-Mesaimeer, do Qatar), mas que «não era o que queria nesta altura».

Entretanto apareceu o convite do Zawisza, e Jorge Paixão decidiu aceitar. No emblema polaco terá, pelo menos para já, quatro compatriotas aos seus comandos: André Micael, Alvarinho e Bernardo Vasconcelos, para além de Mica, recém-contratado ao Portimonense.

Jorge Paixão será acompanhado nesta «aventura» pelos adjuntos Filipe Silvério e Rodolfo, ex-jogador de E. Amadora, FC Porto, Académica, Varzim e Beira-Mar.