Num confronto entre dois jogadores portugueses, o Manchester United de Bruno Fernandes levou a melhor sobre o Copenhaga de Zeca, com o médio da equipa inglesa a ser a figura da partida.

Só no prolongamento e da marca dos onze metros os red devils conseguiram levar a melhor sobre uma supercompetitiva equipa dinamarquesa, vencendo por 1-0, graças a um golo de Bruno Fernandes de penálti.

A primeira parte do jogo ficou marcado por um penálti assinalado a favor do Manchester United, que seria depois anulado por fora de jogo de Maguire no início da jogada, que o fiscal de linha assinalou de imediato.

E mesmo a fechar a primeira parte, Greenwood marcou para o conjunto inglês, mas desta vez foi o VAR a detetar um ligeiro adiantamento do jovem avançado, de 18 anos.

A segunda parte foi mais interessante, com ambas as equipas a soltarem-se da pressão de a decisão se jogar em apenas uma mão.

Houve oportunidades para ambos os lados, o Manchester United voltou a ter um golo anulado e Bruno Fernandes esteve muito perto de marcar, mas a bomba disparada de muito longe acertou em cheio no poste.

Perante a pressão dos red devils nos minutos finais, valeu à equipa dinamarquesa o guarda-redes Karl-Johan Johnsson, que acabou a partida com uma mão cheia de defesas de enorme qualidade e conseguiu levar o jogo para prolongamento.

Aliás, o guarda-redes sueco, que voltou a estar muito bem no tempo-extra, só não conseguiu travar mesmo o penálti de Bruno Fernandes aos cinco minutos da primeira parte do prolongamento, após falta sofrida por Martial.

 

Desta forma, o médio português voltou a ser decisivo na equipa de Solskjaer, ele que na noite desta segunda-feira se isolou na liderança dos melhores marcadores da Liga Europa.

Bruno Fernandes chegou aos sete golos – quatro deles ainda com a camisola do Sporting -, aos quais junta quatro assistências na prova.

O Manchester United fica agora à espera de adversário, que vai sair do confronto entre o Sevilha e o Wolverhampton.