Também ele a fazer uma grande época, Ilkay Gundogan juntou-se ao coro de elogios ao colega João Cancelo, um dos destaques dos citizens esta temporada.

Em entrevista ao The Guardian¸ o internacional alemão diz que não se surpreendeu pela forma como o português se adaptou ao novo papel atribuído por Guardiola que faz do lateral um médio quando a equipa está a atacar.

«O João é tecnicamente muito bom: guarda a bola, passa sempre ao jogador certo, no espaço correto. Por isso não fico surpreendido com o que está a fazer neste esquema tão diferente. É rápido a voltar à sua posição de lateral. Pelo que também temos um grande defesa», afirmou.

Depois, Gundogan recordou a lesão que teve nas costas entre 2013 e 2014 e que quase lhe acabava com a carreira, quando ainda estava ao serviço do Borussia Dortmund.

«Essa foi pior do que a minha lesão no joelho [em 2016]. Estive fora 14 meses, mas a pior parte foi ninguém saber que tipo de lesão era. Consultei um cirurgião que queria colocar-me um grande parafuso nas costas que não me permitiria jogar futebol a este nível. Tinha medo de não voltar a jogar, por isso estou agradecido por ter encontrado o cirurgião adequado. Ainda tenho alguns problemas, mas sinto-me suficientemente bem.»