Ilkay Gundogan criticou a postura de Bruno Fernandes no lance que originou o primeiro golo do Manchester United frente ao rival City. O internacional alemão garante que tocou apenas na bola, mas o árbitro do encontro assinalou falta e Bruno acabou por lançar Martial para o 1-0.

«Houve frustração por causa do livre antes do golo, não havia qualquer falta. Toquei apenas na bola e ele atirou-se para o chão, a gritar. Nem sei se o árbitro viu o lance ou se apenas ficou com a sensação de que seria falta», começou por dizer o médio.

O jogador do Manchester City considera que esse foi um momento decisive do encontro. «Foi muito desapontante para mim, porque estive envolvido no lance e sofrer um golo logo depois foi muito duro para nós. Demos tudo depois do primeiro golo mas não foi o suficiente», concluiu Gundogan. O Manchester United acabou por vencer por 2-0.