- Acho que o jogo começou de forma equilibrada, mas naquele lance o árbitro cumpriu a regra e permitiu-nos fazer uma gestão mais adequada. Acabámos por fazer o golo e ficar em vantagem, mas infelizmente, como tinha acontecido com o Estoril, sobre o intervalo, perdemos essa vantagem. O adversário, além do empate, passou a acreditar que podia disputar o jogo até ao fim. Estivemos de estar muito atentos. O segundo guarda-redes do Belenenses [Rafael Veloso] é um excelente guarda-redes, fez algumas defesas que podiam ser de andebol, com os pés, e adiou o nosso segundo golo. Mérito ao trabalho do Belenenses que, apesar de estar reduzido a dez, nunca deixou de acreditar.

[O Belenenses queixa-se de um penálti que terá ficado por marcar com o resultado em 1-1]

- As queixas fazem-se normalmente nas esquadras da polícia. Não vou discutir o trabalho do árbitro. Penso que este resultado não teve intervenção da terceira equipa. A arbitragem não beneficiou nem para um lado, nem para o outro.