Em condições normais o jogo da Premier League seria no sábado, para que a equipa tivesse o tempo habitual de descanso antes do compromisso de Liga dos Campeões. Mas foi o próprio clube a atrasar a partida, numa decisão que a imprensa inglesa associa à preocupação de Alex Ferguson com a quebra de forma na Premier League, onde o ManUtd vê a liderança ameaçada pelo Liverpool, depois de sofrer duas derrotas seguidas.

Ferguson terá preferido ter mais um dia de trabalho com os internacionais, que regressarão das selecções apenas após os compromissos de quarta-feira, a dispor do descanso mínimo para o encontro de Liga dos Campeões.

É que, ainda para mais, o treinador terá várias baixas para o encontro com o Aston Villa. Não poderá contar com Rooney e Scholes, expulsos na derrota frente ao Fulham, nem com Vidic, que viu o vermelho na partida anterior, com o Liverpool.