Clarín

Recorde-se que Martin Palermo chegou a ser um dos avançados mais cotados do futebol argentino. No entanto, a sua carreira na selecção ficou condicionada pelo triste recorde de três penalties falhados num jogo com a Colômbia, a contar para a Copa América. Desde essa competição, em 1999, o goleador não tinha voltado a vestir a camisola alviceleste.

Veja aqui os três penalties falhados por Palermo num jogo

Maradona convocou Palermo, Battaglia, Forlín e Ezequiel Muñoz (Boca Juniors), José Sand, Eduardo Salvio e Sebastián Blanco (Lanús), Mariano Andújar, Marcos Angeleri e Juan Sebastián Verón (Estudiantes), Emiliano Papa, Nicolás Otamendi e Maxi Moralez (Vélez), Hernán Bernardello e Mauro Formica (Newells), Matías Caruzzo e Ignacio Canuto (Argentinos), Diego Pozo e Alexis Ferrero (Colón), Rolfi Montenegro (Independiente), Franco Zuculini (Racing), Gonzalo Bergessio (San Lorenzo), Matías De Federico (Huracán), Cristian Campestrini (Arsenal), Milton Caraglio (Central) e Fabian Rinaudo (Gimnasia La Plata).

O seleccionador argentino anunciou que pretende «armar duas equipas» no jogo com o Paraguai e jurou «pelas suas filhas» não voltar a falar do regresso de Juan Riquelme à equipa nacional.