O dirigente, que se mantém no comando do clube madeirense desde 1997, rejeitou, segundo a Agência Lusa, a ideia de que os associados estejam afastados do Marítimo. «As instalações estão abertas a todos e há o sítio na internet», disse.

A lista de Carlos Pereira era a única candidata, mas o presidente enviou um recado à oposição: «Devo ser o único presidente do clube que, diariamente, está nas instalações e recebe todos, mesmo sem hora marcada.»