O extremo português não recebeu mais um troféu, mas marca presença na equipa do ano, onde estão seis jogadores do ManUtd. Cristiano Ronaldo é o único português no onze: Edwin Van der Sar (Manchester United), Glen Johnson (Portsmouth), Rio Ferdinand (Manchester United), Nemanja Vidic (Manchester United), Patrice Evra (Manchester United), Ashley Young (Aston Villa), Steven Gerrard (Liverpool), Ryan Giggs (Manchester United), Cristiano Ronaldo (Manchester United), Nicolas Anelka (Chelsea), Fernando Torres (Liverpool).

Giggs, que se estreou na equipa principal do ManUtd em 1991, continua a ser um jogador influente na estratégia da equipa orientada por Alex Ferguson. Nas meias-finais da Liga dos Campeões, frente ao Arsenal, o médio poderá fazer o seu 800º jogo pelos «red devils».

Depois de várias conquistas colectivas, Giggs mostrou-se feliz com a distinção, lê-se na BBC: «É o melhor que se pode ganhar, já que é atribuído por colegas de profissão. Tive a sorte de vencer muitos troféus. Conquistei o prémio de melhor jovem, por duas vezes, mas este é o maior. Está a ser uma época emocionante. Há jogos grandes, um após o outro. Isso é o que se quer e precisa num clube como o Manchester United.»