Um grupo de indivíduos entrou esta quinta-feira no pavilhão onde equipa de futsal do Leixões treinava e agrediu jogadores, tendo ameaçado um com uma arma. A notícia foi avançada pelo JN e confirmada ao Maisfutebol por fonte da PSP.

«O incidente ocorreu às 21h50 quando 15 a 20 indivíduos entraram no Pavilhão Municipal da Biquinha e se dirigiram aos balneários onde estavam os jogadores. Dois foram agredidos e um diz que foi ameaçado com uma arma de fogo. Os agressores desapareceram em seguida», explica a PSP.

Um dos agredidos foi depois transportado ao Hospital Pedro Hispano em viatura particular e ficou em observação.

Jorge Moreira, presidente do Leixões, disse depois ao Maisfutebol que foram três os jogadores agredidos.

Segundo a polícia, «um dos agredidos diz que o motivo que terá levado às agressões é o facto de, após a tomada de posse da equipa daquele pavilhão, não disponibilizar horários para os moradores do bairro o utilizarem, como acontecia antes.»

A polícia foi chamada ao local, mas não conseguiu identificar nenhum dos agressores naquele momento, estando a investigação entregue agora ao Departamento de Investigação Criminal da PSP.