O português, que concluiu a nona etapa com um atraso de mais de cinco minutos para o camisola amarela Gustavo Veloso, teve de ser suturado com dez pontos na zona genital.

«É a segunda Volta que termino desta maneira, não é assim que ambicionamos terminar, mas tenho de levantar a cabeça e pensar no futuro», disse Ricardo Mestre, vencedor da prova em 2011, à agência Lusa. « Pensei em alinhar mas, tendo em conta a zona do ferimento, não valia a pena o risco», acrescentou.

O ciclista luso ocupava o 11º lugar da classificação geral, a 7.24 minutos do espanhol Gustavo Veloso (OFM-Quinta da Lixa).

A 76ª edição da Volta a Portugal termina este domingo em Lisboa.