Bastavam apenas quatro neste encontro para o veterano jogador ultrapassar Robert Parish, que terminou a carreira com 14 715 ressaltos tendo jogado por quatro equipas durante 21 temporadas. O poste dos Spurs, que está no ativo há 19 épocas, sempre ao serviço do mesmo emblema, chegou aos 14 717 ressaltos, com uma média de 11 ressaltos por jogo.

Aos 39 anos, Tim Duncan tentará ainda subir alguns degraus na tabela, mas a tarefa será difícil, já que o sexto classificado está a mais de 200 ressaltos de diferença e o quinto tem, precisamente, mais 1 495.

No top 10 deste ranking apenas há mais um jogador que ainda não terminou a carreira: Kevin Garnett, atualmente ao serviço de Minnesota. O líder é o lendário Wilt Chamberlain com uma média de 22,9 ressaltos por jogo.

TOP 10:

1 – Wilt Chamberlain (1959-1973) – 23 924 ressaltos em 1 045 jogos

2 – Bill Russell (1956-1969) – 21 620 ressaltos em 963 jogos

3 – Kareem Abdul-Jabbar (1969-1989) – 17 440 ressaltos em 1 560 jogos

4 – Elvin Hayes (1968-1984) – 16 279 ressaltos em 1 303 jogos

5 – Moses Malone (1976-1995) – 16 212 ressaltos em 1 329 jogos

6 – Karl Malone (1985-2004) – 14 968 ressaltos em 1 476 jogos

7 – Tim Duncan (1997-presente) – 14 717 ressaltos em 1 339 jogos

8 – Robert Parish (1959-1973) – 14 715 ressaltos em 1 611 jogos

9 – Kevin Garnett (1995-presente) – 14 543 ressaltos em 1 430 jogos

10 – Nate Thurmond (1963-1977) – 14 464 ressaltos em 964 jogos

Estatísticas à parte, os San Antonio Spurs venceram Portland por 113-101 e chegaram à terceira vitória consecutiva, ascendendo ao segundo lugar da conferência Oeste, com seis vitórias e duas derrotas.

A equipa campeã em 2014 dá sinais de melhorias e persegue os atuais detentores do anel, os Golden State Warriors, que mais uma vez venceram.

O triunfo sobre os Memphis Grizzlies, por 100-84, foi o nono consecutivo e permitiu igualar o melhor início de temporada de sempre dos Warriors. Em 1960/61, quando a equipa ainda estava sediada em Philadelphia (agora está em Oakland, Califórnia) conseguiram nove vitórias, mas ao décimo jogo caíram.

Agora, Stephen Curry e companhia têm oportunidade, na deslocação a Minnesota, de bater mais um recorde e ficar uma vez mais na história do clube.

Na partida com os Grizzlies, Marc Gasol foi um oponente à altura dos campeões, ao marcar 26 pontos, mas Curry voltou a estar ao seu nível e os seus 28 pontos fizeram dele o melhor marcador da partida. Em nove jogos, foi oito vezes o máximo pontuador do encontro. Ele e a equipa estão imparáveis!

Resultados:

Charlotte Hornetts-New York Knicks, 95-93

Orlando Magic-Los Angeles Lakers, 101-99

Philadelphia 76ers-Toronto Raptors, 103-119

Boston Celtics-Indiana Pacers, 91-102

Atlanta Hawks-New Orleans Pelicans, 106-98

Dallas Mavericks-Los Angeles Clippers, 118-108

Houston Rockets-Brooklyn Nets, 98-106

Memphis Grizzlies-Golden State Warriors, 84-100

Denver Nuggets-Milwaukee Bucks, 103-102

Sacramento Kings-Detroit Pistons, 101-92

Portland Trail Blazers – San Antonio Spurs, 101-113