A contabilidade foi feita inicialmente pelo «Givemesport», e atualizada agora com a contratação de Gareth Bale por parte do Real Madrid, por 100 milhões de euros. Os «merengues» contrataram também Illarramendi, Isco, Carvajal e Casemiro.

O Monaco começou esta parada em Portugal contratando João Moutinho e James Rodríguez ao FC Porto, num negócio duplo de 70 milhões de euros. A contratação seguinte, de Falcao ao At. Madrid, superou os 60 milhões. Geoffrey Kondogbia foi a quarta contratação do clube para onde também foi Ricardo Carvalho, com o russo Dmitry Rybolovlev a gastar 171,1 milhões de euros neste defeso.

O Tottenham completa o pódio, compensando a saída de Bale com várias contratações de qualidade. Os «Spurs» bateram três vezes o seu recorde de transferências: primeiro com Paulinho, depois com Soldado e agora com Lamela.

O Manchester City também abriu os cordões à bolsa para garantir Fernandinho (Shakhtar Donetsk) por 41 milhões, além de ter contratado também Stevan Jovetic, Álvaro Negredo e Jesus Navas

O Paris Saint-Germain gastou menos do que os já citados, mas fez a contratação mais cara - até agora - deste defeso. Edison Cavani (Nápoles) custou 65,6 milhões de euros. Marquinhos e Lucas Digne também se juntaram ao PSG.

O Nápoldes perdeu Cavani, mas assegurou as contratações de Gonzalo Higuain e José Callejón fechando este quinteto de clubes.

Cinco clubes que mais investiram neste defeso:

1. Real Madrid: 172,5

2. Monaco: 171,1 milhões de euros

3. Tottenham: 125,4

4. Manchester City: 119,8

5. PSG: 113,3