Vasco Seabra, treinador do Moreirense, perspetiva um desafio de «intensidade muito alta» na visita a Paços de Ferreira, no sábado, em jogo da 24.ª jornada da Liga de futebol, mas acredita no regresso aos triunfos dos minhotos.

«Sentimos que vamos defrontar um adversário extremamente difícil, que apresenta oito vitórias e dois empates nos últimos dez jogos em casa. É uma oportunidade para nos desafiarmos e ser altamente competitivos, procurando manter o nosso registo de jogo e pontual, que tem sido de acrescento», vincou o técnico, em conferência de imprensa.

O treinador defende que os seus jogadores têm de «aumentar a consistência e fazê-la perdurar por mais tempo» para prolongar uma série recente de quatro triunfos e uma derrota fora de portas frente à equipa sensação do campeonato, reflexo do «bom trabalho que Pepa tem feito».

«Acredito que há vários fatores. A maioria dos jogadores transitou da época passada juntamente com o treinador e criou bases de consistência, que trouxeram regularidade e relações. Essas relações perduram quanto mais pontos se acrescenta e essa confiança é traduzida pela qualidade individual e, sobretudo, coletiva que é bem patente», analisou.

Vasco Seabra vai estar pela primeira vez na Mata Real como adversário do Paços de Ferreira, clube que comandou de dezembro de 2016 a outubro de 2017, após ter sido adjunto e liderado a equipa de juniores durante três épocas.

«É um jogo difícil e cada um tem a sua história. Este tem a curiosidade de ser com um clube onde estive muitos anos e tenho amigos e familiares. O lado bom do futebol é quando regressamos a locais onde somos bem-recebidos e fomos bem tratados. Mal o árbitro apita, é um jogo de batalha e a nossa causa é conquistar os três pontos», admitiu.

Derik Lacerda acusou queixas no ombro direito e ficará afastado da próxima partida do Moreirense, juntando-se aos lesionados Pedro Amador, Sori Mané e Pedro Nuno, enquanto Steven Vitória recuperou de problemas no joelho direito e foi dado como apto.

Já Anthony D’Alberto e Fábio Pacheco cumpriram castigo no empate com o Rio Ave (1-1) e estão de regresso às opções de Vasco Seabra, em sentido inverso a Filipe Soares, convocado esta semana por Rui Jorge para representar Portugal no Europeu de sub-21.

«Tem tido um trajeto ascendente, está num momento muito bom e acho que foi uma chamada merecida. Estamos felizes e acreditamos que terá as suas oportunidades para jogar pela seleção. É um facto importante e um motivo de orgulho para todos nós. É um prémio para todo o grupo, que ajuda o Filipe a ser melhor e a valorizá-lo», concluiu.