A mais recente reacção é de Roberto Donadoni, novo treinador do Nápoles, que tem ao seu lado no banco o presidente do clube. «Surpreende-me como tem esse conhecimento detalhado dos outros. Foi pouco elegante e pouco educado», afirma o ex-seleccionador italiano.

Carlo Ancelotti, técnico do Milan a quem Mourinho já dirigiu várias críticas, também reagiu, com ironia: «Se o alvo sou eu, posso dizer que com Berlusconi (dono do clube) ganhei duas taças como jogador e duas como treinador adjunto.»

Renzo Ulivieriri, presidente da Associação Italiana de Treinadores, resumiu o sentimento geral numa frase pouco ortodoxa: «O Mourinho é nosso associado, estou contente que o seja. Mas desta vez, acho que fez fora do penico¿»