«O melhor que temos a fazer é respeitar a decisão. Todos sabem que esta não é uma questão fácil. Não se trata de um jogador que decidiu atrasar por um dia o seu regresso a Milão, ou alguém que perdeu o avião. É mais sério que isso. Não estou chateado e acho que não devemos criticar», reage José Mourinho.

O treinador do Inter de Milão mostra-se triste pela situação. «O meu sentimento é de tristeza. O mais importante nesta altura é o Adriano, a situação é grave. Quando ao resto, a equipa está protegida. Temos quatro avançados que o podem substituir», atira.

José Mourinho prepara a deslocação ao terreno da Udinese e depara-se com uma ausência de peso, uma vez que Maicon está lesionado e abre uma vaga no lado direito da defesa. «É difícil substituí-lo. Maicon é Maicon. Quem pensar que pode ser outro Maicon está enganado. Não é possível, porque não há igual a ele. De qualquer forma, tenho várias opções. Em 4-3-3, Javier Zanetti pode jogar como lateral direito, tal como acontece na selecção», completa o técnico.